Úlceras

O QUE É UMA ÚLCERA?

Úlcera gástrica com citologia e RX contrastadoA úlcera é uma área focal da mucosa(pele que recobre desde a boca até o ânus ) do aparelho digestivo que foi destruída pelos sucos digestivos. No caso da úlcera gástrica ou duodenal , a destruição é feita pelo ácido produzido  pelo estômago. A grande maioria das úlceras não são maiores que um grão de ervilha apesar disso podem causar grande descomforto e dor. No alto à esquerda visualiza-se um corte microscópico de uma úlcera onde a porção roxa mais escura representa a mucosa que está interrompida . Abaixo à direita vê-se uma radiografia demonstrando o local da úlcera. Ao centro, a representação da úlcera propriamente dita. No caso uma úlcera gástrica.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA ÚLCERA?

O sintoma mais comum é uma sensação de dor tipo queimação ou vazio na boca do estômago (região epigástrica). A dor geralmente ocorre entre as refeições e algumas vezes acorda o paciente durante a noite. Pode durar durante minutos ou horas e geralmente alivia quando o paciente se alimenta ou faz uso de anti-ácidos. Outros sintomas menos comuns incluem náusea , vômitos , perda do apetite e peso.

O QUE CAUSA A ÚLCERA?

ulceragast.jpg (26309 bytes)No passado acreditava-se erroneamente que a úlcera poderia ser causada pelo stress. Médicos atualmente sabem que há três causas principais. A mais comun é a infecção por uma bactéria chamada Helicobacter pylori (H.pylori). A segunda causa mais comum é o uso constante ou indiscriminado de medicações para dor chamados de anti-inflamatórios não esteróides (AINEs). A terceira causa seria um defeito no local onde a úlcera aparece que propicia o seu aparecimento. Atualmente o grande avanço na área das úlceras é o uso de antibióticos para combater o H.pyori. Estudos demonstram atualmente que com o uso de medicações para bloquear a produção de ácido estômago associado à antibióticos para erradicação do H.pylori pode-se obter uma cura de 80-90 % . Vários outros estudos mostram que um número considerável de pessoas têm a bactéria no estômago e não desenvolvem úlcera. A explicação encontrada por alguns cientistas é que além da infecção pela bactéria o paciente tem uma predisposição genética a ter úlcera.

QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DAS ÚLCERAS?

Hemorragia: O sangramento de uma úlcera pode ocorrer tanto no estômago como no duodeno sendo algumas vezes o primeiro sinal de suas existência. O sangramento pode ser lento causando uma anemia crônica e fadiga constante. Ou rápida podendo levar o paciente a Ter vômitos enegrecidos como "borra de café" ou evacuações enegrecidas e fétidas. ( o sangue sofre digestão e sua aparência torna-se enegrecida)

Perfuração: Quando as úlceras não são tratadas , o suco digestivo e ácido gástrico pode literalmente corroer a parede do estômago ou duodeno levando a uma perfuração. Derramamento abrupto de suco digestivo com ácido e alimento pode levar a uma dor intensa, aguda com necessidade de cirurgia de emergência pela presença de uma peritonite.

Obstrução: A presença da inflamação crônica de uma úlcera pode causar um inchaço local e cicatrização levando a diminuição do espaço por onde o alimento passa. Este fenômeno leva o paciente a ter vômitos tardios ( vomita conteúdo do almoço do dia anterior) e emagrecimento.

COMO AS ÚLCERAS SÃO DIAGNÓSTICADAS?

Sem dúvida atualmente o exame mais indicado é a endoscopia digestiva. Este constitui na inserção de um fino tubo, com uma luz na sua extremidade, através da boca até o esôfago, estômago e finalmente duodeno. É realizada com o uso de medicações sedativas . Durante o exame podem ser realizadas biópsias. A biópsia não causa qualquer dor ou desconforto e geralmente é do tamanho de uma cabeça de fósforo.

ulcera1.jpg (13046 bytes) ulcera2.jpg (13164 bytes)

Aspecto da visualização endoscópica de uma úlcera aguda.

Aspecto de uma úlcera crônica vista pelo endoscopista

Outro exame pedido em alguns casos especiais , que era utilizado antes do advento da endoscopia é o RX do tubo digestivo superior ( seriografia do esôfago , estômago e duodeno) . Este RX consiste na pessoa engulir um líquido branco e espesso enquanto são realizadas chapas seqüenciais.

TESTES PARA O HELICOBACTER PYLORI

Existem vários testes atualmente disponíveis para se descobrir a presença de bactéria. Pode ser realizado um exame de sangue onde se verifica a presença de anti-corpos contra a bactéria; um teste respiratório onde se verifica a presença da bactéria pelos produtos formados de seu metabolismo e um terceiro método é através da biópsia realizada durante as endoscopias.

QUANDO É NECESSÁRIO A CIRURGIA?

A imensa maioria das úlceras são tratadas através de medicamentos. Quando são necessários múltiplos tratamentos sem sucesso ou existem complicações como sangramento constante, perfuração ou obstrução , a cirurugia é cogitada.