Doença Inflamatória Inespecífica do Intestino
Doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa Inespecífica

QUAL A DIFERENÇA ENTRE COLITE ULCERATIVA E DOENÇA DE CROHN?

Doença de Crohn e colite ulcerativa são dois tipos de doenças inflamatórias do intestino  

Na colite ulcerativa acontece um processo inflamatório envolvendo a mucosa (camada mais superficial) do intestino grosso , geralmente difusa , comprometendo grandes segmentos ou apenas o reto (porção terminal do intestino grosso).

doença de crohn em íleo terminal com estenose localretocolite ulcerativa inespecíficaNa doença de Crohn o segmento comprometido é pequeno e envolve todas as camadas da parede intestinal. 

Outra diferença é que a doença de Crohn pode acometer qualquer segmento do aparelho digestivo , desde a boca até o ânus e a colite ulcerativa , apenas o colon (intestino grosso). 

Na imagem acima observa-se em (1): aumento dos linfonodos (íngua); (2): estreitamento da luz do intestino (estenose); (3) lesões aftóides (aftas)

QUAL A DIFERENÇA ENTRE A DOENÇA INFLAMATÓRIA INESPECÍFICA E A SÍNDROME DO COLON IRRITÁVEL ( COLON ESPÁSTICO) ?

A doença inflamatória pode levar ao sangramento intestinal , febre, alteração no exame de sangue com aumento dos leucócitos , diarréia e cólicas . As alterações causadas pelo processo inflamatório podem ser visualizados através de exames radiológicos ou endoscopia ( colonoscopia ). Síndrome do cólon irritável é um conjunto de sintomas resultantes do espasmo (contração) ou funcionamento anormal da motilidade do intestino. O síndrome do cólon irritável é caracterizado pela presença de cólicas , diarréia e/ou obstipação , mas nunca febre , sangramento ou alterações no exame de sangue. Exames radiológicos ou colonoscopia se mostram dentro da normalidade.

QUAL A CAUSA DA DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL?

Não existe uma única explicação para o aparecimento. Existem várias teorias tentando explicar a doença. A mais aceita atualmente é de que um provável processo viral , bacteriano ou alérgico, inicialmente acomete o intestino levando a um processo inflamatório. Este processo em combinação com uma predisposição genética levaria ao desenvolvimento de anti-corpos que iriam contra o próprio intestino , cronicamente tentando destruí-lo. Aproximadamente 10 % das pessoas com doença inflamatória intestinal tem parentes próximos com a mesma doença.

O ESTRESS TEM ALGUMA IMPLICAÇÃO COM A DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL?

Estress emocional devido a problemas familiares, no trabalho ou sociais, podem Ter como resultante uma piora do quadro do síndrome do colon irritável, porém há poucas evidências de que o estress é uma causa imperativa na doença inflamatória inespecífica do intestino.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DA DOENÇA INFLAMATÓRIO INTESTINAL?

Exame do intestino grosso através da colonoscopia (endoscopia do intestino) . Através deste exame consegue-se avaliar a extensão e o grau de acometimento tanto da doença de Crohn como da retocolite ulcerativa inespecífica. O exame requer um preparo especial com vários laxativos para que o intestino fique totalmente limpo permitindo um exame minuncioso da mucosa (pele que reveste o intestino). No momento do exame é realizada uma sedação com medicação especial para que você adormeça e não sinta nada durante o exame.

colonoscopia imagem edoscópica mostrando a retocolite ulcerativa
A fotografia ao acima foi tirada durante uma exame endoscópico quandol foi diagnosticado  retocolite ulcerativa inespecífica.

Um tubo flexível é introduzido através do reto até a porção inicial do intestino grosso. Geralmente são realizadas biópsias para determinar o estágio ou o tipo da doença . Fotografias também são tiradas durante o exame para documentação e comparação com exames futuros ou anteriores.

No caso da doença de Crohn em que há acometimento do intestino delgado , exames de RX são necessários. Nestes exames , o paciente ingere um líquido espesso , esbranquiçado , lembrando giz em sua coloração que é radiopaco (aparece no RX). Após ingerido o líquido são feitas inúmeras chapas para acompanhar o líquido até a sua chegada no intestino grosso.

QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DA DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL ?

A colite ulcerativa pode cursar com sangramento crônico, diarréia e anemia. A doença de Crohn algumas vezes pode resultar em um estreitamento progressivo do intestino delgado levando a um aumento da dor tipo cólica e ainda formação de abcessos intra-abdominais. Doença de Crohn geralmente evolui com diarréia crônica, febre e sangramento.

QUAL O TRATAMENTO PARA DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL?

Existem várias medicações atualmente disponíveis no mercado. Geralmente o tratamento é demorado e requer mudar várias vezes a medicação ou a sua dosagem até que o paciente melhore. As vias e formas de apresentação das medicações variam muito. Não existe cura para doença inflamatória intestinal – a doença apresenta períodos de acalmia ( aparente cura) . Estes períodos não são possíveis de se determinar podendo ser de dias, meses ou anos e dependem de cada indivíduo.

É IMPORTANTE A DIETA EM PACIENTES COM D.INFLAMATÓRIA INTESTINAL?

Basicamente os pacientes devem se manter bem nutridos. Se você está respondendo bem as medicações , pode se alimentar normalmente sem restrições. Aos pacientes que tem diarréia após as refeições, recomenda-se diminuir a quantidade de fibras. Se você é sensível ao leite ( intolerância a lactose) , recomenda-se evitar o leite e seus derivados.

QUAIS OS RESULTADOS ESPERADOS DO TRATAMENTO?

Tratamento precoce e com a medicação correta geralmente levam a uma melhora importante aliviando os sintomas . A maioria dos pacientes portadores de doença inflamatória intestinal são produtivos e têm uma vida normal. Uma pequena porcentagem de pacientes com colite ulcerativa e uma porcentagem maior de pacientes com D. de Crohn eventualmente vão precisar de uma cirurgia.

QUAIS AS OPÇÕES CIRÚRGICAS PARA DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL?

Na doença de Crohn a cirurgia se restringe a resolver a complicação. No caso de estreitamentos ,são ressecados segmentos pequenos dos intestino; no caso de abcessos estes são drenados . A doença tende a retornar e necessitar de nova cirurgia, eventualmente.

Na colite ulcerativa a cirurgia já é mais agressiva havendo a necessidade da ressecção de todo o intestino grosso. No passado o paciente necessitava viver com uma bolsa de ileostomia ( a porção terminal do intestino delgado é colocado na pele e as evacuações se fazem em bolsas de plástico) . Atualmente , na maioria dos casos é possível realizar uma cirurgia em que se faz a custura do intestino delgado com o ânus.