Voce sabe o que é
pHmetria e Manometria esofágica?

phmetria esofagica

O QUE É O pH?
O pH, ou potencial de hidrogênio iônico, é um parâmetro de medida da acidez, neutralidade ou alcalinidade de um meio qualquer. Quando nos referimos a pHmetria estamos falando da medida desta alteração do pH.

PARA QUE SERVE A PHMETRIA DE 24 HORAS?

Quando o paciente é portador de azia ou pirose retroesternal e queremos determinar se está havendo refluxo do conteúdo gástrico para o esôfago podemos fazê-lo de várias maneiras, uma das quais através da pHmetria esofágica.

A ENDOSCOPIA NÃO BASTA PARA SABER SE TENHO REFLUXO?

Com certa freqüência existe desproporção entre a intensidade da azia e os achados da endoscopia que algumas vezes apresentam laudo normal. Fica então a dúvida se existe ou não o refluxo? A pHmetria então é decisiva nestes casos e ao revelar que há ácido refluindo para o esôfago acima dos padrões aceitáveis confirma a presença da doença do refluxo gastroesofágico.

ESTE EXAME TEM OUTRAS UTILIDADES?

Sim , em pacientes com problemas respiratórios como asma ou bronquite, e pacientes com tosse crônica podem Ter como causa dos seus problemas o refluxo gastroesofagiano.

Nestes casos os pacientes raramente tem queixas de azia e o exame de endoscopia é normal. O esôfago destas pessoas não é sensível ,ou melhor, é resistente ao refluxo do ácido e, sem sentir , a pessoa aspira este conteúdo refluído causando sintomas respiratórios.

COMO É FEITO ESTE EXAME?

registros são transferidos para o computador...

A pHmetria é realizada em caráter ambulatorial, ou seja sem internação hospitalar. Uma delicada sonda é introduzida no esôfago do paciente e é deixada 24 horas neste local. Sua extremidade interna tem sensores de pH e a sua extremidade externa é conectada com um aparelho de registro de pH.

Este aparelho, após as 24 horas de registro, é conectado a um computador que analisa quantas vezes o pH foi anormalmente ácido assim como contabiliza o percentual das 24 horas que houve refluxo patológico. paciente pode registrar o número de vezes que sente a azia e isto é correlacionado com o refluxo ácido. Existem fenômenos de refluxo de bile, que não é ácida, é alcalina e são medidos por outro aparelho chamado de Bilitec.

A pHmetria de 24 horas é um exame simples, indolor, inócuo e de grande valor para o gastroenterologista. Nos centros médicos mais avançados de primeiro mundo este exame tem se tornado indispensável principalmente quando se tem dúvidas diagnósticas, quando se quer confirmar a presença da doença do refluxo gastroesofágico ou quando se pensa em indicar cirurgia para o paciente

Manometria esofágica

synetics1.gif (8582 bytes)

O QUE É MANOMETRIA?

Manometria é a medida da pressão de um determinado órgão. No caso do esôfago interessa não só a pressão exercida pela sua musculatura mas também a seqüência com que estas contrações ocorrem.

COMO SÃO ESTAS CONTRAÇÕES?

O esôfago tem três tipos de ondas de contrações peristálticas : As ondas primárias são contrações seqüenciais que levam o alimento deglutido para o estômago. As ondas secundárias, também vem logo após as primárias para limpar o que sobrou no esôfago depois da deglutição. É um mecanismo normal de limpeza.

O QUE SÃO ONDAS TERCIÁRIAS?

As ondas terciárias são as patológicas (anormais) e ocorrem sem continuidade, criando as vezes uma luta do esôfago contra um obstáculo criado por ele mesmo, ou seja contração sobre outra contração e não sobre zona relaxada, o que seria o normal.

Estas ondas terciárias constituem uma doença chamada de dismotilidade do esôfago e são traduzidas clinicamente por sensação de azia, dor retroesternal (no meio do peito) ou por sensação de "bola" no esôfago que o paciente tenta mas não consegue engulir.

PARA QUE SERVE A MANOMETRIA ESOFÁGICA?

Algumas doenças necessitam diferenciação com a dismotilidade do esofago como, por exemplo, a doença coronariana (enfarte do miocárdio, angina pectoris), a doença do refluxo gastroesofágico, etc.

Existem tres tipos de azia ou pirose retroesternal: Um primeiro que ocorre por refluxo gastroesofágico, ou seja, por falha na "válvula" que contém o ácido no estômago. Este tipo é o mais comum e é o que pode ser operado por laparoscopia. Refazendo-se esta válvula junto com a correção de hérnia hiatal, se existir concomitantemente, o paciente poderá ser curado.

Um segundo tipo é o que ocorre com a dismotilidade do esôfago no qual a operação só irá piorar os sintomas do paciente.

Um terceiro tipo ocorre por refluxo do material do estômago quando este tem uma doença que não permite esvaziar o seu conteúdo. Neste caso também a operação anti-refluxo deve ser evitada como única intervenção. A doença do estômago também deve ser tratada.

DEVO MESMO FAZER ESTE EXAME?

A manometria esofágica é muito importante na seleção dos pacientes. Nos países do primeiro mundo torna-se um exame obrigatório antes de qualquer operação para a doença do refluxo gastroesofágico.

COMO É FEITO ESTE EXAME?

Bomba de perfusão que é conectada ao polígrafo... Ela é realizada pela introdução de uma sonda com sensores de pressão que é conectada a um aparelho que mede esta pressão. Um computador interpreta a leitura das pressões e das suas seqüências e através de padrões pré-estabelecidos teremos os diferentes diagnósticos. O exame é feito no consultório e é relativamente rápido.